Sejam Bem-vindos!     Telefones: (62) 3624-4669

Image Alt

  /  Ajuda   /  O escravo que se torna Rei

O escravo que se torna Rei

Por Apóstolo Sinomar Silveira

Três coisas fazem tremer a terra, e quatro ela não pode suportar:
O escravo que se torna rei, o insensato farto de comida, a mulher desprezada que por fim se casa, e a escrava que toma o lugar de sua senhora (Pv 30:21-23).

Todo indivíduo é produto de dois fatores: a hereditariedade e a educação. Uma mente estreita e uma visão míope não consegue compreender grandes desafios e não consegue ver a grandeza das promessas de Deus.
Uma árvore já está na semente.
Um escravo tem medo de tudo e o medo sempre emerge da ignorância. O medo é a câmara onde se revelam os negativos. Quem tem medo só visualiza o fracasso e nunca a vitória. Vive-se como se pensa. “Como o homem se imagina, assim ele é” (Pv 23:7), diz a Bíblia. Quem pensa como escravo tem medo de gigantes e foge da batalha.
Os hebreus por terem sido escravizados por mais de quatrocentos anos no Egito, não conheciam os privilégios de liberdade e os princípios da uma conquista permanente. Aliás, a liberdade começa onde acaba a ignorância. É por isso que a mensagem do evangelho nos liberta: “Assim, já não somos mais escravos, mas filhos; e, por ser filhos, Deus também nos tornou herdeiros” (Gl 4:7).
Lá no deserto, a nova geração, educada por Moisés (um príncipe de Deus) aprendeu a sonhar e ter esperança. Esses herdaram as promessas. Os escravos, com mente obtusa e fechada, se tornam insuportáveis e prepotentes. Quando se tornam reis ficam orgulhosos e vaidosos – essa é a marca dos incompetentes. O tolo, quando exerce autoridade, às vezes torna-se mais cruel que o maligno e os tiranos do oriente. Os escravos são dissimulados e falsos. O pior disfarce é o de um rosto de anjo que encobre um coração maligno.
O escravo que se torna rei é semelhante a uma construção edificada sem a base sólida – vai cair a qualquer momento. Uma pessoa despreparada quando assume o poder toma decisões insensatas e revela a sua incompetência com atitudes infantis e pouco confiáveis. No Brasil já tivemos um presidente assim.
A palavra de Deus declara “A resposta sábia é motivo de alegria; como é bom um conselho na hora certa” (Pv 15:23), mas o néscio esvazia a sua cabeça cada vez que abre a sua boca.
Sabedoria é o uso correto do conhecimento – a sabedoria torna bons os homens, mas a simulação da sabedoria os torna péssimos. Então, quando um escravo se torna rei ele pode destruir uma nação.
Postar Comentário